HRW denuncia violação maciça de mais de 200 mulheres e raparigas em Darfur

Abidjan, Côte d’Ivoire (PANA) – 221 mulheres e raparigas foram violadas em massa em outubro de 2014 pelas Forças Armadas Sudanesas na cidade de Tabit, no norte de Darfur, no este do Sudão.

Está denúncia consta de um relatório da organização de defesa dos direitos humanos, Human Rights Watch (HRW), publicado quarta-feira última.

No relatório intitulado « Violação Maciça em Darfur : Ataques das Forças Armadas Sudanesas contra os Civis em Tabit », na página 48, a HRW sublinha, com base em testemunhos recolhidos, que pelo menos 221 mulheres e raparigas foram violadas durante mais de 36 horas, a 30 de outubro de 2014.

Também indica ter documentado 27 casos isolados de violação sexual e obtido informações de fontes seguras sobre 194 casos suplementares.

As Forças Armadas Sudanesas terão lançado três operações militares distintas durante as quais, passaram de casa a casa para pilhar, deter homens, bater ocupantes e violar mulheres e raparigas.

Dois soldados desertores terão declarado à HRW que a violação de mulheres e de raparigas foi sido ordenada por seus superiores hierárquicos.

Para o diretor da HRW para África, Daniel Bekele, o Governo sudanês deve autorizar os Capacetes Azuis das Nações Unidas e inquiridores internacionais a investigarem sobre estas alegações em Tabit sobre este ataque deliberado contra a cidade e a violação em massa das mulheres e das raparigas.

« As Nações Unidas e a União Africana (UA) devem pressionar o Governo sudanês para autorizar uma investigação, sem obstáculos, dos Capacetes Azuis em Tabit”, revela a HRW.

Exige igualmente a designação, pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, duma equipa de peritos em violências sexuais baseadas no género  para tirarem está situação a limpo.

As alegações de violação em massa foram relatadas pela primeira vez a 2 de novembro de 2014 pela rádio neerlandesa Dabanga, mas foram desmentidas pelo Governo sudanês oposto na altura ao acesso à cidade de Tabit de Capacetes Azuis.

A 9 de novembro de 2014, os Capacetes Azuis terão tido um breve acesso a Tabit mas foram impedidos pelas forças de segurança sudanesas de realizar inquéritos credíveis.

-0- PANA BAL/TBM/SOC/FK/DD 12fev2015

12 Fevereiro 2015 17:17:04


xhtml CSS