Guiné-Bissau lança campanha de despistagem do VIH/Sida

Bissau- Guiné-Bissau (PANA) -- Centenas de alunos na Guiné-Bissau fizeram terça-feira o teste de despistagem do vírus do VIH/Sida, que afeta cerca de 6 por cento da população do país estimada em 1,5 milhão de habitantes, soube-se de fonte oficial em Bissau.
O acto ocorreu na cerimónia do lançamento oficial da campanha nacional de despistagem do vírus da Sida, intitulada "Fazer o Teste é Vencer o VIH/Sida".
A campanha foi presidida pelo ministro da Saúde, Camilo Simões Pereira, e arrancou num liceu de Bissau, onde centenas de alunos foram convidados a fazer teste de despistagem.
Camilo Simões Pereira disse que "a taxa de prevalência é elevadíssima, daí que nós, em conjunto com o Ministério da Educação e do Secretariado Nacional de Luta Contra a Sida, achamos que seria bom fazer uma estratégia avançada".
Para o ministro da Saúde, a estratégia avançada passa por ir ao aglomerado populacional fazer entender que a doença existe e pela prevenção, pedindo às pessoas para fazer despistagem voluntária.
Por seu turno, o secretário executivo do Secretariado Nacional de Luta Contra a Sida, João José Silva Monteiro, afirmou que a campanha pretende atingir 20 mil pessoas.
João José Silva Monteiro disse que a campanha "começou na escola porque ela está vocacionada para transmitir mensagens úteis para a sociedade.
Contamos com o apoio de professores, que são os principais mensageiros, e com os alunos, que adquirindo a mensagem sobre a Sida, vão transmiti-la".
A campanha, que termina no próximo dia 30, pretende abranger também os sectores de defesa e segurança.

09 Junho 2010 12:57:00


xhtml CSS