Guardas prisionais põem termo à greve no Burkina Faso

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) – Agentes de segurança penitenciária, em greve há vários meses para exigir melhores condições de vida e de trabalho, decidiram pôr termo ao seu movimento de humor a partir desta segunda-feira, anunciou um comunicado do seu sindicato.

« Esta decisão foi tomada para reduzir sofrimentos dos detidos e dos seus próximos que, apesar das suas condições difíceis, apoiaram a luta dos pessoais da Guarda de Segurança Penitenciária », indica o secretário-geral do Sindicato dos Guardas Penitenciários, Siaka Bayoulou.

Desde 14 de abril último, a Guarda da Segurança Penitenciária suspendeu escoltas para o Palácio de Justiça, bem como a transferência de novos detidos exigindo melhores condições de vida e de trabalho.

A sua greve favoreceu, em maio último, uma tentativa de evasão em duas prisões do país.

O Governo burkinabe exarou quarta-feira última um decreto relativo à « revalorização » do seu estatuto, indica-se.

-0- PANA NDT/JSG/MAR/DD 27junho2016

27 Junho 2016 11:25:15


xhtml CSS