Grupo cabo-verdiano admitido no Conselho Internacional de Dança da UNESCO

Praia, Cabo Verde (PANA) – O grupo cabo-verdiano  Mon na Roda (Mão na Roda, em português), foi admitido como membro do Conselho Internacional de Dança (CID) da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), apurou a PANA terça-feira na cidade da Praia de fonte segura.

Este grupo de dança em cadeira de rodas resulta de uma iniciativa de um grupo de cidadãos, coordenada por Miriam Medina, com o propósito de promover a inclusão social de pessoas com deficiência física por meio da dança, música e teatro.

Mais especificamente, a finalidade é estudar, apropriar e fomentar a modalidade "Dança em Cadeira de Rodas", bem como participar de apresentações e mostras de Dança Artística.
Com esta iniciativa, lançada oficialmente em julho de 2010, pretendeu-se também contribuir para a formação física e inteletual do deficiente e para a redução do preconceito e discriminação social, de acordo com a fonte.

Desde então “Mon na Roda” tem promovido e participado em vários eventos e galas de dança no país e no estrangeiro.

Em outubro último, o grupo representou Cabo Verde, pela primeira vez, num Campeonato Internacional de Dança em Cadeira de Rodas, decorrido na cidade de Hasselt, na Bélgica, onde conquistou uma medalha de bronze, correspondente ao 3º lugar na competição em que participaram representantes de mais de 30 países.

Em declarações à agência cabo-verdiana de notícias (Inforpress), a presidente do Mon na Roda, Miriam Medina, disse sentir-se “imensamente gratificada” pelo trabalho que o grupo vem realizando e que culminu agora com a notificação de que o perfil profissional do grupo foi aprovado para ser membro da CID.

“É um grande passo para o grupo. Recebemos a resposta em menos de uma semana após a nossa candidatura, e para nós é um orgulho fazermos parte de uma instituição internacional como a CID”, declarou Miriam Medina.

Para ela, trata-se de um “regozijo enorme”, pois, sublinhou, a maior parte das pessoas que fazem parte do grupo não tem formação na área e tudo que fazem pela dança é por amor.

Por isso, sublinhou, agora e mais do que nunca, devemos trabalhar mais, pois, fazendo parte do CID, o Mon na Roda vai conseguir divulgar o seu trabalho a nível internacional, a começar pela participação nas competições.

A CID é uma organização internacional não governamental fundada em 1973, sediada em Paris, no edifício da UNESCO.

É, também, um Fórum Mundial extenso que congrega todas as organizações internacionais, nacionais e locais, bem como as pessoas dedicadas ativamente à dança.

O Conselho representa a arte da dança em geral no conselho da UNESCO, nas agências locais e nacionais do Governo, nas internacionais, organizações e instituições.

Os membros do CID são federações, associações, escolas, companhias e indivíduos, em mais de 150 países.

-0- PANA CS/DD 21dez2016

21 Dezembro 2016 11:41:25


xhtml CSS