Greve paralisa voos regionais e internacionais da SAA

Joanesburgo- África do Sul (PANA) -- A companhia aérea sul- africana "South African Airways (SAA)" cancelou todos os seus voos internacionais e regionais "até nova ordem" devido à greve do seu pessoal de tripulação e não navegante iniciada sexta- feira, confirmou sábado a transportadora.
  A paralisação seguiu-se ao impasse registado em negociações entre a direcção da empresa e os sindicatos representativos do pessoal tripulante e não navegante sobre aumentos salariais.
A  direcção ofereceu um incremento de cinco por cento mas os sindicatos dos grevistas exigem 8 por cento.
A companhia aérea indicou que os voos domésticos estão a ser intensivamente avaliados numa base horária antes da sua partida.
"Apesar de uma boa parte dos voos domésticos terem sido cancelados desde que a greve se iniciou na manhã de ontem (sexta- feira), a SAA conseguiu embarcar um número considerável dos seus clientes através de outras transportadoras aéreas", segundo um comunicado da companhia.
Os passageiros da SAA, uma das maiores transportadoras aéreas de África, foram convidados a adiar as suas viagens "até à retomada normal das operações ou fazer reservas de voos alternativos ao invés de se apresentar ao aeroporto para check-in".
A tripulação não compareceu ao trabalho no sábado depois de a greve começar na manha do dia anterior afectando inicialmente os voos domésticos.
Por isso, a SAA declarou que nenhum avião pode ser operado sem o número mínimo dos membros da equida de tripulação, como exigem os regulamentos de segurança da Autoridade da Aviação Civil.

24 Julho 2005 13:21:00




xhtml CSS