Greve ilimitada na função pública no Gabão

Libreville- Gabão (PANA) -- O Sindicato Nacional dos Agentes da Função Pública e Reforma Administrativa (SYNAFOPRA) do Gabão convocou uma greve ilimitada, a partir de segunda-feira, após a sua assembleia geral decorrida sexta-feira em Libreville, a capital do país, soube a PANA junto da organização.
O sindicato reclama, nomeadamente, por uma repartição equitativa dos fundos concedidos pelo Governo para o relançamento das actividades do Guichet Único e a aplicação do decreto relativo ao prémio de risco e tecnicidade.
O ministro da Função Pública, Alain Mensah Zoguelet, declarou-se indignado com a atitude do sindicato, que, segundo ele, acabava de iniciar negociações junto do Governo a fim de encontrar uma saída a esta crise da frente social.
A Função Pública gabonesa emprega mais de 50 mil agentes com uma progressão média anual de cerca de 7 por cento e uma massa salarial de 232,1 biliões de francos CFA em 2007 contra 229,2 biliões de francos CFA em 2006 (um dólar americano equivale a 500 francos CFA).
Em geral, a massa salarial do sector público aumenta 10,5 por cento por ano.

13 Dezembro 2008 13:00:00


xhtml CSS