Governo vai massificar as tecnologias de informação

  Luanda-Angola (PANA) -- O governo angolano vai massificar as técnologias de informaçaõ e de comunicação, formar quadros, e criar instrumentos que permitam ao país competir, primeiro com os Estados membros da SADC, e depos de África em geral", afirmou hoje à imprensa, em Luanda,o vice- ministro da ciência e tecnologia, Petro Teta.
    Pedro Teta, que falava à propósito da conferência internacional da ONU, ligada às tecnologias de informação e comunicação, e que terá lugar de 15 a 17 de Janeiro, na capital angolana, admitiu "que o país ainda não era competitivo nesta área".
   Segundo o Governante angolano, "o forum que vai reunir peritos  de 33 países membros da Comissão das Nações Unidas da Ciência e tecnologia ao serviço do desenvolvimento, que é a  promotora do encontro.
"Angola vai trocar experiências com os países africanos, americanos, asiáticos e com os Países desenvolvidos",disse.
   De acordo com Pedro Teta, "durante a reunião, que se realizará sobre o lema "O Reforço da Capacidade  Estratégica da Competitividade no Domínio das Tecnologias de Informação e Comunicação", os peritos angolanos vão analisar o trabalho executado nos últimos três anos".
Criada em 1992, a CSTD é uma das comissões funcionais do Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC) que trabalha para a transferência  de tecnologia de desenvolvimento, das capacidades infra-estruturais no domínio da ciência, fundamentalmente, para os países sub-desenvolvidos.
Em cada  sessão, a instituição elege um Bureau composto por um presidente e quatro vice-presidentes.
O Sri Lanka ocupa a actual presidência, enquanto as quatro  vice- presidências são assumidas por Angola, Paraguai, Eslováquia e Espanha.
  

14 Janeiro 2003 15:12:00


xhtml CSS