Governo maliano refuta implicação do Exército em execuções extrajudiciais no país

Bamako, Mali (PANA) – O Governo maliano desmentiu qualquer implicação das Forças Armadas malianas em qualquer execução sumária extrajudicial de membros de uma comunidade no centro do país.

Tomando como testemunha a opinião pública nacional e internacional, o Governo maliano nota que « indivíduos mal intencionados fazem circular há alguns dias nas redes sociais um vídeo  sangrento que tende injustamente a acusar as Forças Armadas malianas de uma suposta execução sumária de membros de uma comunidade no centro do país ».

Ele sublinha que se  trata do mesmo vídeo que é objeto de debate num país da África Central, imputando as mesmas alegadas exações às suas Forças Armadas regulares.

"Esta manobra grotesca e vergonhosa de desinformação que visa manchar o nosso país e a imagem da instituição militar reforça a tese da manipulação orquestrada pelos inimigos da paz  e da coesão nacional no Mali”, deplora o Governo maliano, que tranquiliza “sobre a sua firme determinação de continuar operações no território nacional de asseguramento das pessoas e dos seus bens no estrito respeito pelos direitos humanos e pelo Direito Internacional Humanitário”.

Nos últimos dias, várias organizações dos direitos humanos deram conta de exações alegadamente cometidas pelas Forças Armadas malianas na província de Mopti, no centro do Mali.

O Governo maliano pediu ao procurador militar para abrir inquéritos com vista a situar as responsabilidades  por estas exações e punir os culpados.

-0- PANA GT/JSG/SOC/FK/IZ  15julho2018

15 Julho 2018 17:24:25


xhtml CSS