Governo líbio conta com cimeira da UA no Congo para solucionar sua crise

Tripoli, Líbia (PANA) – O presidente do Conselho Presidencial do Governo de União Nacional, Fayez al-Sarraj, exprimiu a sua esperança de que a cimeira da União Africana (UA) sobre a Líbia,  iniciada sábado em Brazzaville, no Congo, consiga encontrar soluções para a crise política atual na Líbia e pôr termo ao sofrimento dos Líbios.

Numa declaração à televisão nacional líbia  Libya « al-Wataniya »,  após a sua chegada sexta-feira à noite a Brazzaville, al-Sarraj indicou que esta cimeira se inscreve no quadro dos esforços da UA e do Alto Comité da organização pan-africana sobre a Líbia para elaborar propostas com vista a ajudar a resolver a crise líbia.

Outros protagonistas da crise líbia, dos quais o presidente do Parlamento, Aguila Saleh, o presidente do Alto Conselho de Estado, Abderrahman al-Sweihli, participam neste encontro.

O objetivo da reunião é aproximar as posições líbias a fim de buscarem concessões para ultrapassar « o estado de obstrução política que entrava a conclusão da implementação do acordo político, além de consolidar os esforços de reconciliação nacional no país, segundo  várias fontes diplomáticas líbias.

Nesta cimeira africana extraordinária sobre a Líbia, participam 15 Presidentes africanos, dos quais os chefes de Estado da Tunísia, Beji Caid el Sebsi, da Argélia, Abdelaziz Bouteflika, e do Egito, Abdel Fattah al-Sissi.

O Comité de Alto Nível da UA sobre a Líbia integra cinco países, designadamente a África do Sul, a Etiópia, o Níger, a Mauritânia e o Congo.

-0- PANA BY/JSG/FK/DD  10set2017

10 Setembro 2017 11:23:05




xhtml CSS