Governo e sindicato acordam suspensão de greve para salvar exames finais no Burkina Faso

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) – O Governo e o sindicato dos professores no Burkina Faso assinaram quarta-feira um acordo que vai permitir salvar os exames finais do ensino médio previstos para 21 de junho corrente e cuja realização estava comprometida após uma ameaça de greve dos docentes do ensino superior, soube-se de fonte sindical.

O porta-voz do sindicato dos professores, Boubié Guel, regozijou-se com a assinatura deste acordo cujo objetivo é « salvar a universidade burkinabe ».

No início  desta semana, os docentes do ensino superior depositaram um pré-aviso de greve a partir de 16 de junho corrente, com uma plataforma reivindicativa  que envolve, entre outros,  a tabela salarial e indemnizatória,  os  prémios de correção do exame final, a revalorização das funções de docentes-assistentes e de professores a tempo inteiro (ETP) e das funções académicas.

O ministro do Ensino Superior, Michel Filiga, tranquilizou que, segundo os termos do acordo, os subsídios de correção de exame final serão aplicados de imediato, enquanto os outros pontos de reivindicação serão executados em janeiro de 2017.

Este ano, 71 mil 712 candidatos participarão nos exames finais do ensino médio.

-0- PANA NDT/JSG/FK/IZ 16junho2016

16 Junho 2016 15:15:12


xhtml CSS