Governo americano convidado a aplicar tolerância zero ao tráfico sexual

Dar es Salaam, Tânzania (PANA) – A organização de defesa dos direitos das mulheres "Equality Now", ou "Igualdade Agora", pediu  quarta-feira ao Governo americano a aplicação de uma política de tolerância zero contra o tráfico de seres humanos para fins de exploração sexual, que constitui uma violação dos direitos humanos de milhões de meninas e mulheres no mundo.

«Os Estados Unidos estão vinculados pelas suas políticas e leis nacionais a reduzir a procura para impedir o tráfico sexual», sentenciou a organização de defesa dos direitos humanos num comunicado enviado à PANA em Dar es Salaam (Tanzânia).

A organizaçã faz alusão às recentes informações dadas pela imprensa sobre agentes dos serviços secretos, militares e funcionários do Governo americano que compraram sexo pago em países como a Colômbia e o Brasil, os quais os próprios Estados Unidos consideram como destinos do turismo sexual.

« Um tal comportamento evidencia as tendências persistentes da exploração sexual e do denegrimento das meninas e das mulheres pelos empregados e contratados do setor civil e dos serviços de segurança americanos», denuncia a Equality Now.

O comunicado pede ao Presidente americano, Barack Obama, a tomada de uma medida   proibindo todos os empregados e contratados do Governo federal de comprar sexo e a garantia de que todas as agências aplicam estritamente esta política de tolerância zero.

Segundo a organização, o tráfico do sexo é alimentado pela procura de sexo comercial.

"Todavia, o Governo americano não dispõe de uma política uniforme e aplicável à compra do sexo e ao tráfico sexual que cubra o comportamento de todos os empregados e contratados do Governo, do Exército e dos civis", nota a organização.

«A manta de retalhos atual  de leis e políticas pôe em causa o compromisso do Governo americano de combater o tráfico sexual e perpetua o abuso contra as meninas e as mulheres nos Estados Unidos e no mundo», concluiu.

-0- PANA AR/SEG/NFB/DIM/IZ 03maio2012

03 Maio 2012 13:35:07




xhtml CSS