Governo alerta sobre peixes "provavelmente envenenados" no Togo

Lomé, Togo (PANA) – As autoridades togolesas lançaram um alerta sobre peixes "provavelmente envenenados" detetados nas águas à fronteira com o Benin, e que podem causar uma intoxicação alimentar,  soube a PANA  sábado de fonte oficial em Lomé.

No início de maio corrente, indicou a fonte, foi descoberto um milhar de peixes mortos no lago de Toho, no Benin, na comuna de Athiémé, localidade fronteiriça com o Togo junto a Baixo Mono, no sudeste do Togo.

Segundo um comunicado conjunto assinado pelos  ministros da Saúde e Proteção Social,   Moustafa Mijyawa,  e da Agricultura, Pecuária e Pesca, Ouro-Koura Agadazi, trata-se de um "envenenamento dos peixes do lago por um produto de natureza desconhecida por enquanto"  e que pode provocar uma intoxicação alimentar grave no seio da populações.

Face às realidades do terreno, as autoridades togolesas tomaram medidas e estão a intensificar o controlo nas fronteiras com a mobilização dos serviços competentes da saúde, das pescas, do ambiente, das alfândegas e as prefeituras limítrofes.

Assim, "qualquer carregamento de peixes provenientes do Benin com destino ao Togo, não acompanhado de certificado sanitário, será pura e simplesmente apreendido e destruído", advertem as autoridades togolesas.

As populações foram convidadas a "comunicar imediatamente ao centro de saúde mais próximo qualquer caso de intoxicação devida ao consumo de peixes" e a respeitar as recomendações e as disposições tomadas.

No entanto, com fonteiras porosas e várias aldeias separadas apenas por ribeirinhos, a tarefa do Governo anuncia-se difícil.

Por enquanto, ainda não foram registados casos confirmados de intoxicação nas zonas limítrofes.

-0- PANA FAA/IS/SOC/FK/IZ 27maio2018

27 Maio 2018 17:01:17


xhtml CSS