Gbagbo aberto a diálogo com oposição

Abidjan- Côte d'Ivoire (PANA) -- O Presidente ivoiriense, Laurent Gbagbo, exortou ao diálogo os partidos de oposição que se recusam a discutir com ele depois da manifestação mortífera de 25 de Março entre os seus militantes e as forças de ordem durante uma marcha para exigir a aplicação dos acordos de Linas Marcoussis, soube-se de fonte da Presidência.
Lamentando a ausência da oposição na mesa de discussão na segunda-feira, três dias após a marcha frustrada das forças políticas da oposição, um comunicado de imprensa do Serviço de Comunicação da Presidência, a que a PANA teve acesso, revela que "o Presidente da República continua convencido de que só o diálogo permitirá encontrar soluções para os problemas actuais e reconduzir à paz tão cara aos ivoirienses".
Os partidos de oposição e as Forças Novas suspenderam a sua participação no governo de reconciliação devido à repressão da marcha de 25 de Março, acusando o Presidente Laurent Gbagbo de ser o "único responsável dos massacres".
Por outro lado, a coordenação das forças políticas da oposição mantém a sua palavra de ordem de marcha "até a realização efectiva de um comício na Praça da República em Plateau".
Com efeito, convida os militantes a "mobilizarem-se, a manterem- se vigilantes e a escutarem as palavras de ordem que serão comunicadas".
Desde segunda-feira os militantes da oposição não acataram ao apelo à mobilização e à marcha, após a de quinta-feira que fez centenas de vítimas.

31 Março 2004 21:02:00




xhtml CSS