Gabão cria nova companhia aérea

Rabat- Marrocos (PANA) -- O Gabão criou uma nova transportadora aérea, baptizada "Air Gabon International", cujo capital maioritário é detido pela companhia "Royal Air Maroc (RAM)", anunciou quinta-feira a empresa marroquina.
A transportadora marroquina vai deter 51 por cento do capital da Air Gabon Internacional no quadro da sua expansão em África e o resto será repartido entre o Estado gabonês e outros parceiros.
Esta operação inscreve-se no quadro de um projecto global de criação duma companhia aérea dos países da Comunidade Económica e Monetária da África Central (CEMAC) que integra, além do Gabão, os Camarões, a Repúbica Centro-Africana, o Congo, a Guiné Equatorial e o Tchad.
Em Julho passado, o Estado gabonês lançou um concurso para a privatização parcial da "Air Gabon", fragilizada por uma pesada dívida estimada em 32 milhões de euros.
A Air Gabon foi forçada a paralisar os seus dois últimos aviões, um "Boeing 767" e um outro "Boeing 737", há vários meses por problemas técnicos e a alugar dois aparelhos equivalentes para continuar a operar.
A nova companhia aérea gabonesa vai operar em África e na Europa com uma frota fornecida pela RAM, que se ocupará também da manutenção.
A RAM será o parceiro técnico, estratégico e accionista maioritário da companhia gabonesa, tal como na transportadora senegalesa "Air Senegal International".
Com uma participação maioritária na Air Senegal Internacional, a RAM pretende criar outras co-empresas do género no continente africano.
A companhia aérea marroquina prevê investir anualmente cerca de 200 milhões de euros nos próximos seis anos, contra 700 milhões investidos entre 2001-2005, para criar uma estrutura de manutenção e companhias aéreas filiadas em África.
A RAM regista um crescimento de 20 por cento no seu tráfego de passageiros e um aumento de mais de 120 por cento no tráfego de passageiros no continente africano.

30 Dezembro 2005 10:08:00




xhtml CSS