Fuzileiros portugueses formam forças navais santomenses

São Tomé, São Tomé e Príncipe (PANA) - A fragata portuguesa Bartolomeu Dias, com 174 militares a bordo, iniciou esta segunda-feira um exercício de formação de militares da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe visando o reforço da vigilância da zona marítima deste arquipélago da África Central, soube a PANA de fonte oficial em São Tomé.
  
A formação dos fuzileiros navais santomenses inscreve-se no âmbito da cooperação técnico-militar existente entre São Tomé e Príncipe e Portugal.

Os oficiais a bordo da fragata portuguesa Bartolomeu Dias estão a dotar os fuzileiros santomenses de capacidades para que eles possam responder aos procedimentos de busca e salvamento, fiscalização e vigilância marítima, o que lhes permitirá garantir a segurança das  águas do arquipélago.

As sessões de treino antecedem a viagem dos fuzileiros santomenses e portugueses no quadro do exercício Obangame Express 2015, a decorrer de 18 a 28 do corrente nas águas territoriais do países do Golfo da Guiné, nomeadamente no arquipélago de São Tomé e Príncipe, nos Camarões e no Gana.

Participam no Obangame Express 38 países sob coordenação dos Estados Unidos da América com vista a garantir a segurança marítima no Golfo da Guiné e combater a pirataria.

-0- PANA RMG/TON 16março2015

16 Março 2015 16:30:10


xhtml CSS