Funcionários da UA cometem erros com perdas avaliadas em $ 3 milhões

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- Os funcionários da União Africana (UA) responsáveis por erros e por omissões que provocaram perdas avaliadas em cerca de três milhões de dólares americanos durante a Primeira Conferência dos Intelectuais Africanos e da Diáspora realizada em 2004 em Dakar (Senegal) foram identificados, indica um relatório do Comité dos Representantes Permanentes(COREP) a que a PANA teve acesso segunda-feira em Addis-Abeba, capital da Etiópia.
A Comissão da UA havia desembolsado sete milhões de dólares americanos para a organização da conferência, mas auditores externos concluíram que deste montante apenas quatro milhões e 700 mil dólares americanos foram gastos e uma parte foi depositada no Fundo Geral.
No seu relatório sobre a aplicação das precedentes decisões, o COREP, que não precisou a identidade dos culpados, sublinhou que estes funcionários foram identificados "após um estudo minucioso de todos documentos justificativos, das respostas ao questionário enviado aos abrangidos e as entrevistas mantidas com os agentes que estavam disponíveis".
O relatório sublinha, todavia, que "todas as tentativas dos auditores para se reunir com o ex-director adjunto do Gabinete do presidente da Comissão da UA, encarregue da organização da conferência com a ex- directora interina da Administração e Valorização dos Recursos Humanos e com responsáveis da companhia sul-africana Rapidawn fracassaram".
Os dois funcionários da UA, que abandonaram a organização, recusaram- se a responder aos pedidos repetidos dos inquiridores e mantiveram-se em silêncio após a oferta de pagar as despesas de viagem a Addis Abeba para se encontrar com os auditores.
O relatório indica que o presidente da Comissão da UA, baseando-se no artigo 58 do estatuto e do regulamento do pessoal, pediu ao vice- presidente para "criar um Conselho Misto de Disciplina que decidirá sobre as sanções a tomar contra funcionários culpados".
Caberá também a este Conselho Misto avaliar as perdas que os actos dos funcionários abrangidos causaram à Comissão da UA.

29 Janeiro 2008 10:20:00




xhtml CSS