Fronteira entre RDC e Zâmbia encerrada após morte de 21 Somalís

Lusaka, Zâmbia (PANA) – A República Democrática do Congo (RDC) encerrou a sua fronteira com a Zâmbia, em Mokambo, depois da morte quarta-feira, por asfixia, de 21 Somalís num camião carregado de contentores transportando sardinhas secas, denominadas “Kapenta”.

A área de Mokambo está situada à fronteira entre o Congo e a cidade zambiana de Mufulira.

O número de Somalís que morreram por sufocação no quadro dum suposto tráfico de humanos passou dos iniciais 18 para 21 quinta-feira.

Segundo o diário "Zambia Daily Mail", o ministro zambiano dos Negócios Estrangeiros, Harry Kalaba, revelou que o Governo zambiano iria analisar com o Governo da RDC a questão do encerramento da fronteira.

Kalaba indicou que o cônsul-geral da Zâmbia em Lubumbashi, na RD Congo, Davies Sankwana, foi instruído de determinar o que aconteceu e que um relatório completo será divulgado logo que os pormenores forem conhecidos.

« É um caso sério (a morte de Somalís) e estamos a trabalhar com a Polícia sobre esta questão. Não posso fazer mais de comentários antes de receber um relatório de fundo do cônsul-geral”, declarou Kalaba.

« A fronteira está agora encerrada devido a um ou dois Zambianos ávidos. Todos os que viajam por estrada estão afetados. Não podemos culpá-los », indicou Mwenya Musenga, ministro da Província do Copperbelt.

-0- PANA MM/MA/JSG/MAR/IZ 17junho2016

17 Junho 2016 19:18:58




xhtml CSS