Francofonia defende posição comum na conferência da OMC

Antananarivo- Madagáscar (PANA) -- A Organização Internacional da Francofonia (OIF) defenderá uma posição comum durante a Conferência Ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC) prevista para 14 a 17 de Dezembro próximos em Hong Kong (China), soube a PANA quarta- feira de fonte oficial em Tananarive.
A posição comum da OIF será decidida a 15 de Dezembro em Hong Kong durante uma reunião de concertação entre os países membros presidida pelo vice-administrador da Agência Intergovernamental da Francofonia (AIF), Roger Dahaybe.
Falando terça-feira na abertura da Conferência Ministerial da Francofonia (CMF), o ministro burkinabe dos Negócios Estrangeiros, Youssouf Ouédraogo, desejou que a OIF apoie a posição dos Estados produtores de algodão durante as negociações de Hong Kong.
"Para nós e sobretudo para os nossos produtores de algodão trata-se dum encontro essencial.
Essencial para o futuro de milhões de homens e mulheres que acreditam no futuro proveitoso do algodão" sustentou o governante burkinabe, que preside à CMF.
Adiantou que se trata dum "encontro essencial para os nossos países engajados há vários anos num combate sem igual contra a miséria e a pobreza", acrescentando que vencer esta luta significa garantir a alimentação dária e o bem-estar das populações do Benin, do Burkina Faso, do Mali e do Tchad.
Cerca de 140 Estados participarão na Conferência Ministerial da OMC, durante a qual os países africanos pretendem novamente reclamar pela supressão das subvenções agrícolas consideradas como um obstáculo ao comércio equitativo.

23 Novembro 2005 11:56:00




xhtml CSS