França saúda determinação da CEDEAO na crise ivoiriense

Paris, França (PANA) – França saúda a determinação da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) na gestão da crise ivoiriense, nomeadamente as decisões tomadas pelo chefes de Estado da sub-região, durante a sua cimeira extraordinária de Abuja, disse segunda-feira em Paris o porta-voz do ministério francês dos Negócios Estrangeiros, Bernard Valero.

Falando durante um briefing, Valero considerou que a acusação pelo Presidente cessante, Laurent Gbagbo contra França e os Estados Unidos não deve ocultar a posição unânima da comunidade internacional sobre a crise ivoiriense.

"Como o dizemos desde o início da crise, consideramos que cabe antes aos Africanos, com o apoio da comunidade internacional, defender na Côte d’Ivoire os valores  a que estamos todos dedicados", sustentou o porta-voz do Quai d’Orsay (Ministério francês dos Negócios Estrangeiros).

Ele congratulou-se com a vontade firme exprimida sexta-feira última pela cimeira extraordinária da CEDEAO de fazer com que o exercício do poder pelo Presidente eleito Alassane Ouattara e o seu Governo não seja entravado.

Efetivamente, no termo duma cimeira extraordinária de um dia, os chefes de Estado da CEDEAO decidiram fazer tudo, incluindo o recurso à "força legítima", para levar o Presidente cessante, Laurent Gbagbo, a deixar o poder.

Eles decidiram enviar três dos seus pares para Abidjan a fim de exortar o Presidente Gbagbo a ceder voluntariamente o poder a Alassane Ouattara.

-0- PANA SEI/SSB/IBA/CJB/DD    27Dez2010

27 Dezembro 2010 18:53:50




xhtml CSS