França e Argélia preocupadas com insegurança prevalecente na Líbia

Tripoli, Líbia (PANA) - A França e a Argélia partilham a mesma preocupação pela deterioração da situação na Líbia e discutirão sobre como apoiar a mediação das Nações Unidas neste sentido, declarou quinta-feira em Paris o porta-voz do ministério francês dos Negócios Estrangeiros, Romain Nadal.

Falando no termo de um encontro entre os chefes da diplomacia francesa e argelina, Laurent Fabius e Ramtane Lamamra, Nadal frisou que os dois evocaram a iniciativa da Missão de Apoio das Nações Unidas na Líbia (MANUL), ratificada pelas Nações Unidas, de organizar um novo diálogo inter-líbio.

Por outro lado, o diplomata francês disse que o seu país apoia a mediação da Argélia no Mali a fim de alcançar um acordo de paz duradoura que inclua todos os atores no país.

Laurent Fabius e Ramtane Lamamra reuniram-se quinta-feira em Paris sobre a situação de   insegurança que prevalece na Líbia.

Os dois interlocutores discutiram à margem dos trabalhos do Comité Intergovernamental entre os dois países, sobre os meios de apoiar a mediação da Organização das Nações Unidas (ONU) na Líbia, informaram terça-feira à tarde a imprensa líbia.

O Ministério francês dos Negócios Estrangeiros e seus parceiros internacionais saudaram, num tweet, o anúncio  do representante da ONU na Líbia, Bernardino Leon, a realização duma nova ronda de negociações entre os principais protagonistas da crise na Líbia, a 9 de dezembro corrente.

França também saudou, num outro tweet, "os Líbios patriotas corajosos que correm riscos pela  paz enveredando pela via do diálogo".

-0- PANA BY/TBM/DIM/DD  05dez2014

05 Dezembro 2014 10:56:59




xhtml CSS