Forças Novas rejeitam painel de chefes de Estado sobre crise ivoiriense

Abidjan, Côte d'Ivoire (PANA) – O ex-grupo rebelde das Forças Novas da Côte d'Ivoire (FNCI) rejeitou a proposta dos líderes da União Africana (UA) de criar m painel de chefes de Estado para resolver pacificamente a crise ivoiriense, soube a PANA de fontes seguras.

« As Forças Novas condenam as tergiversações de Jean Ping (presidente da Comissão da UA), que deseja fazer endossar a ideia dum painel de chefes de Estado para abrir novas negociações na Côte d'Ivoire », escreve um comunicado das FNCI transmitido à PANA.

Para a ala política da ex-rebelião, a proposta de Jean Ping feita durante uma conferência de imprensa organizada em Addis Abeba « é uma maneira hábil de fazer durar a crise na Côte d'Ivoire e dar tempo e meios da manobra ao amigo Laurent Gbagbo ».

As Forças Novas interpelaram o Presidente sul-Africano, Jacob Zuma, e a África do Sul para « não se opor nem astuciar com a democracia em África ».

« A África do Sul não deve desempenhar o papel do consfisco do poder e das presidências para toda vida em África. Jacob Zuma é ele próprio fruto da democracia que demostrou as suas provas na África do Sul e no seio do  Congresso Nacional Africano (ANC), o seu partido », lembraram as Forças Novas no seu comunicado.

A ex-rebelião que apoia a eleição do Presidente da Coligação dos Republicanos (RDR), Alassane Ouattara, recomenda à União Africana « firmeza » e convidam a Cimeira dos Chefes de Estado da UA, que decorre atualmente na capital etíope, a apoiar integralmente todas as propostas da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) que visam restaurar nos breves prazos a democracia na Côte d'Ivoire ».

A opção militar para fazer partir Laurent Gbagbo continua a ser apoiada pelas Forças Novas, que esperam ser ouvidas durante esta Cimeira da União Africana.

-0- PANA GB/TBM/IBA/MAR/TON 31janv2011

31 Janeiro 2011 09:40:46




xhtml CSS