Forças Novas contra suspensão de prefeitos por Laurent Gbagbo

Abidjan, Côte d'Ivoire (PANA) – As Forças Novas (ex-rebelião) exortaram as quinze autoridades prefeitorais abrangidas pelas medidas de suspensão tomadas contra eles pelo Governo do Presidente cessante ivoiriense, Laurent Gbagbo, a continuar assumir os seus cargos com a maior serenidade.

Num comunicado publicado terça-feira, as Forças Novas consideram que " Laurent Gbagbo, já não sendo o Presidente da República da Côte d'Ivoire, já não tem qualidade para formar um Governo e os seus ministros fatícios não têm poder de sancionar um funcionário do Estado ».

Para as Forças Novas, « só as decisões que emanam do Governo legal e legítimo instaurado pelo Presidente da República, Alassane Ouattara, podem ter efeitos jurídicos ao seu respeito ».

Avisando « os eventuais candidatos da substituição das autoridades supostamente sancionadas », as Forças Novas precisam que não « eles são nem esperados, nem bem-vindos nas zonas Centro Norte e Oeste (CNO) sob o seu controlo ».

A 28 de janeiro, o ministro do Interior do Governo de Laurent Gbabgo, Emile Guiriéoulou, decidiu suspender algumas autoridades prefeitorais das suas funções.

Esta medida abrange principalmente as autoridades prefeitorais das zonas CNO que divulgaram na imprensa o seu relatório de observação do escrutínio presidencial na sua zona, no qual eles desmentiram a tese utilizada pelo campo de Laurent Gbagbo sobre supostas irregularidades na origem da invalidação dos votos em sete departamentos.

-0- PANA BAL/JSG/MAR/TON 02fev2011

02 février 2011 13:27:48




xhtml CSS