Fome ameaça 560 mil pessoas na Etiópia

Addis Abeba- Etiópia (PANA) -- Pelo menos 560 mil pessoas na região de Afar (Leste da Etiópia) nescessitam de uma ajuda alimentar de emergência, segundo as agências onusinas e organizações não governamentais que operam nesta região pastoral afectada pela seca.
O Escritório da Organização das Nações Unidas para a Coordenação dos Assuntos Humanitários (OCHA) anunciou que a situação alimentar de Afar continua a deteriorar-se.
Enquanto o governo regional declarou uma situação de emergência, a Comissão de Prevenção e Reacção às Catástrofes Naturais (CPRCN) anunciou o envio de seis mil toneladas de alimentos para a região.
   O governo regional pediu igualmente ajuda alimentar adicional e de vestuário para 50 mil pessoas deslocadas pela seca e pela fome noutras três regiões.
Por outro lado, a Associação para o Desenvolvimento da Pecuária de Afar (APDA), que avaliou recentemente a situação na localidade de Woreda (distrito de Teeru), advertiu da iminência da fome e da dizimação do gado pelas doenças.
A APDA estima que pelo menos 20 mil pessoas estão numa situação crítica em Woreda.
Segundo o OCHA, as famílias dos agricultores que migraram para as regiões planálticas da região vizinha de Ambara, em busca de pastos, arriscam-se a entrar em conflito com as comunidades locais.
As operações de distribuição das águas pelos camiões cisternas foram realizadas nas regiões mais afectadas, mas será preciso organizar outras acções similares até ao início da curta estação das chuvas em Março próximo.

18 Janeiro 2005 17:29:00


xhtml CSS