Fim de confrontos entre fações rivais em Tripoli

Tripoli, Líbia (PANA) - O presidente do Conselho Presidencial do Governo de União Nacional na Líbia, Fayez al-Sarraj, nomeou dois oficiais superiores para garantir a aplicação de um cessar-fogo, depois do fim dos confrontos armados dos últimos dias entre grupos rivais, na capital do país, Tripoli, que mataram 41 pessoas e feriram 126 outras, segundo uma fonte hospitalar.

O Serviço de Emergência e Socorros anunciou que o hospital de campanha de Salaheddine recebeu 41 corpos e 126 civis e militares feridos durante os confrontos de Tripoli.

Essas estatísticas poderão provavelmente aumentar entre civis e militares, devido à presença de 75 casos de pessoas gravemente feridas.

Na sua qualidade de comandante supremo das Forças Armadas, Fayez al-Sarraj  encarregou o chefe do Comando da Região Militar Ocidental, Osama Jouweili, e o do Comando da Região Militar Central, Mohamed Haddad, de supervisionar as zonas de cessar-fogo e a retirada de todas as forças das zonas de confrontos.

Num comunicado divulgado esta quinta-feira, o Conselho Presidencial indica que os campos e a sede das unidades militares serão devolvidos às antigas unidades que aí estavam estacionadas antes do início dos confrontos.

A região sul de Tripoli foi palco de violentos confrontos com todos os tipos de armas desde domingo passado, entre tropas do Batalhão 7 e da Brigada Thowar de Tripoli, ambas sob a tutela do Governo de Unidade Nacional.

-0- PANA BY/JSG/SOC/IZ 30agosto2018

30 Agosto 2018 14:56:41


xhtml CSS