Fim da greve nos transportes públicos em Maputo

Maputo, Moçambique (PANA) – Os trabalhadores da Empresa Municipal de Transportes Públicos de Maputo (EMTPM), que estavam em greve desde 20 de março corrente, retomaram as suas atividades terça-feira depois de alcançar um entendimento com a direção da companhia, noticiou quarta-feira a imprensa local na capital moçambicana.

De acordo com o diário Mediafax, citando o administrador da empresa para as Operações e Tráfego,  o dinheiro necessário para o pagamento dos salários exigidos pelos trabalhadores será canalizado pelo Ministério da Economia e Finanças.

Contudo, indicou, o valor a ser canalizado servirá apenas para satisfazer os salários durante dois meses ( março e abril) e o 13º salário exigido pela massa laboral, para uma empresa que   precisa de 13 milhões de meticais moçambicanos por mês para pagar salários.

“Na verdade, as atividades foram retomadas por volta das 04:00 horas desta terça-feira, depois de uma conversa que tivemos com os trabalhadores anunciando que, ainda esta semana, vamos receber um valor para cobrir os salários”, disse Lourenço Albino.

A solução, segundo Albino, foi alcançada durante um encontro envolvendo os Ministérios dos Transportes e Comunicações e da Economia e Finanças.

Entre as exigências dos trabalhadores grevistas, figuravam entre outros pontos o pagamento de atrasados salariais e a reposição dos bónus e subsídios que lhes foram retirados.

Neste momento, a empresa estima os prejuízos acumulados durante a greve em perto de um milhão e 700 mil meticais em resultado de 187 mil passageiros que se viram impedidos de usar o transporte público.

-0- PANA AIM/IZ 30março2017

30 Março 2017 16:07:48


xhtml CSS