FIJ exige esclarecimento sobre desaparição de jornalista gambiano

Dakar- Senegal (PANA) -- A Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ) instou segunda-feira as autoridades gambianas a "quebrar o silêncio" sobre o caso do jornalista Chief Ebrima Manneh, desaparecido há dois anos, indica uma nota da organização transmitida à PANA.
"Há pessoas no Governo gambiano e civis que conhecem onde se encontra Ebrima", declarou o director do Gabinete da FIJ para África, Gabriel Baglo.
"Exortamos a estas pessoas a quebrar o silêncio para estarem livres com as suas consciências e assegurar a família do jornalista que sofre há dois anos", acrescentou.
De acordo com a FIJ, o jornalista do diário pró-governamental "Daily Observer" desapareceu depois da sua detenção por supostos agentes do Serviço Nacional de Informação (NIA) à paisana.
O NIA e o Governo negam a sua implicação neste caso.

08 Julho 2008 09:26:00




xhtml CSS