FIFA investiga apropriação de fundos na Federação zimbabweana

Harare- Zimbabwe (PANA) -- A FIFA anunciou domingo que solicitou a uma empresa internacional de auditoria para investigar as alegações de apropriação ilegal de mais de 60 mil dólares destinados ao desenvolvimento do futebol, por parte da Federação zimbabweana de futebol.
A Associação de Futebol do Zimbabwe (ZIFA) está a viver uma crise financeira e de liderança, depois do seu Presidente Leo Mugabe e o Director Financeiro James Mutisi terem sido afastados o mês passado por alegações de má gestão dos fundos do Programa de Assistência Financeira da FIFA.
O Director de Comunicações da FIFA Andreas Herren disse que o órgão reitor do futebol mundial contratou a empresa de auditoria KPMG para investigar as alegações da má gestão dos fundos, que atribuiu à ZIFA, para o desenvolvimento do futebol.
"A FIFA está a analisar a situação muito cuidadosamente e já tomou as medidas necessárias de acordo com os regulamentos sobre o uso destes fundos", sublinhou.
Andreas Herren adiantou que "a ZIFA já foi informada que a FIFA solicitou a KPMG a levar a cabo uma auditoria a todas as suas contas".
O Director de Comunicações da FIFA disse ainda que "a KPMG irá auditar as contas relacionadas com os pagamentos feitos no âmbito do Programa de Assistência Financeira da FIFA".
Herren salientou que a ZIFA não mais beneficiará de qualquer ajuda da FIFA até que os fundos à si atribuídos sejam contabilizados.
"Não serão feitos mais pagamentos até recebermos explicações suficientes e satisfatórias sobre isso.
A ZIFA terá também de explicar as diferenças concernentes às transações com o exterior", concluiu.

19 Janeiro 2003 14:06:00




xhtml CSS