FIFA e Nações Unidas juntas contra Ébola

Nairobi, Quénia (PANA) – A Federação Internacional de Futebol  (FIFA) e a Organização das Nações Unidas (ONU) decidiram quinta-feira juntar as suas forças ao esforço de luta contra a progressão da epidemia de Ébola na África Ocidental, anunciou a primeira num comunicado.

O terreno de futebol do Estádio Tubman de Monrovia ofertado pela FIFA à  Federação Liberiana de Futebol, vai servir de sítio para duas unidades de tratamento de Ébola em grande escala cujo desdobramento é urgente, lê-se no comunicado da FIFA.

Esta medida foi tomada depois de a Organização Mundial da Saúde (OMS) ter identificado este  terreno como o ideal em termo de eficácia e de segurança.

A FIFA que tem como objetivos nomeadamente « construir um futuro melhor » exprimiu imediatamente o seu apoio à medida proposta de transformar o sítio em unidades de tratamento.

O presidente da FIFA, Sepp Blatter, declarou que, « graças a uma colaboração contínua, frutuosa e fundamental com as Nações Unidas, hoje podemos utilizar o poder do futebol para lutar contra  a epidemia de Ébola".

Para dissipar as preocupações relativamente ao impacto das unidades de tratamento no terreno novamente instalado, a FIFA propôs igualmente gerir os custos de eventuais danos.

Wilfried Lemke, conselheiro especial do Secretário-Geral da ONU sobre o Desporto para Desenvolvimento e Paz, sublinhou o impacto negativo da epidemia sobre o desporto.

« A epidemia de Ébola tem igualmente um impacto enorme na comunidade desportiva, indo das ameaças à saúde dos atletas às restrições de deslocação afetando competições e o desenvolvimento do desporto », indicou.

« As autoridades nacionais, a ONU e o mundo do desporto devem colaborar estreitamente para conter a propagação da doença. O engajamento das organizações desportivas de apoiar os nossos esforços é bem acolhido e essencial », regozijou-se.

-0- PANA DJ/VAO/FJG/JSG/MAR/DD 12set2014

12 Setembro 2014 11:05:49




xhtml CSS