Ferroviários malianos e senegaleses ameaçam entrar em greve

Bamako- Mali (PANA) – O Sindicato dos trabalhadore-s Ferroviários do Mali (SITRAIL) e a Federação dos Trabalhadores da Transrail-SA (FETRAIL) do Senegal ameaçaram observar novamente uma greve de 72 horas a partir de 12 de Julho, soube a PANA de fonte oficial.
Ambos os sindicatos publicaram uma nota quarta-feira em Bamako no termo da sua greve de 48 horas ocorrida de 15 a 16 de Junho em toda rede da Transrail-SA, sem obter bons resultados.
De acordo com a nota assinada conjuntaamente pelos chefes dos dois sindicatos, caso não haja um compromisso, os trabalhadores vão observar uma grive ilimitada até que as suas exigências sejam satisfeitas.
Os sindicalistas criticam a administração da Trans-rail, uma companhia concessionária de caminho-de-ferro nos dois países, por causa do despedimento arbitrário de vários colegas de trabalho, exigindo a sua reintegração.
Exigem também a demissão do director-geral da empresa, François Le Mieux.
Além disto, os sindicalistas denunciam a violação, pela adminsitração da Transrail-SA, do acordo de 17 de Dezembro de 2004 e a rejeição do projecto de protocolo de 23 de Maio de 2005.
Esta é a segunda vez num mês que o SITRAIL, filiado no Sindicato dos Trabalhadores do Mali (UNTM), e à FETRAIL, filiada na Confederação Nacional dos Trabalhadores do Senegal (CNTS), decidiu entrar também em greve depois de a decorrida 15 e 16 de Junho último.

06 Julho 2006 21:05:00


xhtml CSS