Federação Queniana de Natação pune responsáveis por má conduta

Nairobi- Quénia (PANA) -- A Federação Queniana de Natação (KSF) suspendeu cinco responsáveis por maltratarem e molestarem jovens nadadores durante um evento internacional decorrido na Zâmbia no princípio deste ano.
A federação considerou os responsáveis culpados de má conduta, inaptidão e maus tratos aos jovens que integraram a selecção júnior queniana numa competição internacional disputada na Zâmbia em Março deste ano.
A medida severa foi tomada depois de recomendações feitas por um comité composto por 9 membros nomeados para investigarem a alegada má conduta.
Existem alegações de que alguns dos dirigentes da Associação Amadora de Natação de Nairobi (NASA) molestaram as crianças, sobretudo raparigas, durante a competição.
Alguns dos responsáveis terão apalpado as suas partes íntimas e lhes dado álcool, violando as regras desportivas.
A federação suspendeu Andrew Nderu (membro da direcção da equipa), Job Kania (treinador principal), Paul Angar, Lysia Musei (treinadores adjuntos) e Suzanne Mwaura (acompanhante).
Ao anunciar a decisão, o presidente da KSF, Ben Ekumbo, disse que a federação proibiu também os responsáveis de desempenharem qualquer dever desportivo, tais como gestão, treinamento ou oficialização.
A federação proibiu também a NASA de organizar eventos e viagens internacionais.

09 Setembro 2003 19:10:00


xhtml CSS