Famílias de vítimas querem verdade sobre desepenhamento de voo Air Algérie no norte do Mali

Ouagadougou, Burkina Faso (PANA) – Dois anos após o despenhamento da Air Algérie, no qual 116 pessoas morreram, as famílias das vítimas reclamaram pela verdade em Ouagadougou,  durante a comemoração, domingo, do segundo aniversário desta tragédia ocorrida no norte do Mali.

Ao se dirigir ao Governo burkinabe, o presidente da Associação das Vítimas Burinabes do Voo da transportadora argelina, Air Algérie, Halidou Ouédraogo, declarou que estas famílias estão frustradas e inquietas pois, frisou, elas têm a impressão de que a verdade não foi dita sobre este despenhamento ».

« Saibam que vocês não estão sozinhos », respondeu o primeiro-ministro burkinabe, Paul Kaba Thiéba, garantindo que medidas serão tomadas com vista à continuação da identificação das vítimas em colaboração com as autoridades malianas.

Também prometeu a construção duma estela em memória das vítimas e a indemnização dos seus próximos parentes.

O voo AH5017 Ouagadougou-Argel despenhou-se a 24 de julho de 2014, no norte do Mali, 30 minutos após a sua descolagem do aeroporto internacional de Ouagadougou.

Segundo os juízes de instrução encarregues deste processo, a causa principal do acidente é « a desativação do sistema anti-gelo dos sensores quando o exigiam a temperatura externa e a zona húmida atravessada”.

-0- PANA NDT/TBM/FK/DD 25julho2016

25 Julho 2016 11:26:59




xhtml CSS