FAO intensifica operações no Sudão do Sul

Nairobi, Quénia (PANA) – A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) está a intensificar as suas operações no Sudão do Sul, apesar dos problemas de acesso e de insegurança em várias zonas do país, anunciou esta quinta-feira em Juba, a organização onusina num comunicado.

Segundo o comunicado, a organização onusina prorrogou por três meses a sua intervenção de emergência para fazer chegar kits de sobrevivência aos agricultores, pescadores e pastores afetados pelos conflitos.

Desde o início da crise, mais de 110 mil kits de sobrevivência foram distribuídos, que comportam fertilizantes essenciais para a agricultura, a pesca e a saúde animal.

Com 42 milhões de dólares americanos de financiamentos recebidos até ao presente,  a FAO assiste um milhão 300 mil pessoas.

No entanto, outros fundos são necessários para atingir as comunidades rurais vulneráveis residentes nas zonas mais duramente afetadas , bem como para reforçar a resiliência em todo o país e agir contra uma agravação da insegurança alimentar.

Neste sentido, a FAO lançou um apelo  para a mobilização de  108 milhões de dólares americanos no quadro do Plano de Intervenção revisado das Nações Unidas.

Até ao presente, ela recebeu 42 milhões dólares americanos, mas fundos suplementares permitiriam ajudar um total de dois milhões 700 mil pessoas em 2014.

Para além das distribuições à grande escala efetuadas por camiões a favor das comunidades vítimas dos conflitos, a FAO  enviou por via aérea 21 toneladas de sementes de culturas hortícolas para Pibor, no Estado de Jonglei, em colaboração com as Missões das Nações Unidas no Sudão (UNMISS).

-0- PANA DJ/SEG/NFB/IS/IBA/FK/IZ 05junho2014

05 Junho 2014 18:23:25


xhtml CSS