FAO desembolsa $ 50 milhões para ações de desenvolvimento no Níger

Niamey, Níger (PANA) – A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) desembolsará 50 milhões de dólares americanos a favor do Níger com vista a acompanhar ações de desenvolvimento durante o período 2017-2020, soube-se de fonte oficial em Niamey.

Nesta perspetiva, a ministra nigerina do Planeamento, Kané Aïchatou Boulama, e o representante local da FAO no Níger, Lassaad Lachal, assinaram, quarta-feira em Niamey um Documento Quadro de Programação País FAO-Níger que determina principais eixos de intervenção da agência onusina para horizonte.

No seu discurso, a governante nigerina indicou que este segundo Quadro de Programação País visa reforçar cada vez mais a parceria entre as duas partes.

Sublinhou que o desenrolamento dos três domínios prioritários retidos far-se-á nomeadamente através do aumento, da diversificação e valorização das produções agro-silvo-pastorís e haliêuticas e da promoção da nutrição.

Deste leque constam ainda a criação dum clima político e institucional favorável  ao desenvolvimento agrícola, à segurança alimentar e nutricional e à governação sustentável dos recursos naturais, segundo Boulama.

A estratégia inclui igualmente o reforço da resiliência dos grupos vulneráveis à insegurança alimentar e nutricional face às mudanças climáticas, às crises e catástrofes naturais.

Ações de desenvolvimento incluirão também a redução das desigualdades entre os homens e as mulheres, a autonomização económica e social das populações rurais com ênfase para mulheres e  jovens, a proteção social das famílias rurais pobres e o reforço da governação no domínio agrícola.

O representante da FAO no Níger, Lassad Lachal, frisou, do seu lado, que o presente Quadro de Programação País se inscreve em linha reta dos objetivos da Estratégia de Desenvolvimento Sustentável e Crescimento Inclusivo (SDDCI Níger 2035), da agenda pós-2014, contida nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODD).

Lassad Lachal, reafirmou ainda o compromisso da FAO de trabalhar para o reforço do diálogo com o Governo, parceiros técnicos e financeiros e todas as partes envolvidas.

Afirmou que a FAO conta com o envolvimento de todas as partes a fim de que os objetivos definidos de mútuo acordo no Quadro de Programação País sejam alcançados.

-0- PANA SA/IS/FK/DD 5out2017

05 Outubro 2017 14:28:03


xhtml CSS