FAO defende instrumentos de avaliação de riscos de pesticidas em África

Dakar, Senegal (PANA) – O representante no Senegal da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), Amadou Ouattara, instou esta segunda-feira em Dakar os países africanos a dotarem-se de instrumentos capazes de avaliar os riscos de pesticidas a fim de informar e sensibilizar judiciosamente a população e decisores públicos.

Falando na abertura da reunião sub-regional sobre a Convenção de Rotterdão, Ouattara sublinhou que a utilização abusiva de pesticidas nos ecossistemas africanos muito frágeis implica consequências negativas sobre a saúde humana e animal e no ambiente.

« A FAO está  preocupada em promover uma produção agrícola que respeite o ambiente e  atribua uma importância marcada à preservação do ambiente, da saúde humana e animal no contexto de proteção fitossanitária existente nos nossos países », declarou.

Ele anunciou a existência de instrumentos instalados. tais como a luta integrada e a agricultura de conservação e outros programas, incluindo o Codex Alimentarius, que analisam normas de segurança alimentar e sanitária.

I« A  Convenção de Roterdão é um exemplo concreto de resposta da FAO aos desafios ligados à utilização dos pesticidas nos países em via de desenvolvimento », disse o representante da FAO no Senegal.

Ele indicou que esta convenção apoiará os esforços de intensificação da agricultura de forma perene.

A Convenção baseia-se no processo de gestão dos produtos químicos lançado nos países e na partilha  da  responsabilidade para a boa gestão dos mesmos entre os países importadores e exportadores.

Ela contribui também para a proteção da saúde humana e do ambiente se ele for adotada e aplicada.

O objetivo principal desta reunião de cinco dias é facilitar um diálogo a nível nacional sobre a aplicação da Convenção de Roterdão entre as partes signatárias como base para identificar  elementos importantes dum plano de ação ou duma estratégia nacional para o efeito.

Os participantes vieram do Burkina Faso, de Cabo Verde, da Guiné-Bissau, da Mauritânia, do Níger e do Tchad.

-0- PANA COU/AAS/FK/DD 02maio2011

02 Maio 2011 18:08:22


xhtml CSS