FAO apoio reconversão da agricultura em Cabo Verde

Praia- Cabo Verde (PANA) -- A Organização das Nações Unidas Para a Alimentação e Agricultura (FAO) vai apoiar a política de reconversão agrícola desenvolvida pelo governo de Cabo Verde, apurou a PANA este fim de semana na cidade da Praia de fonte oficial.
Segundo o representante residente daquela agência das Nações Unidas no arquipélago, Arlindo Bragança Gomes, a reconversão é uma forma de levar as populações a procurarem uma alternativa à agricultura pluvial, através, principalmente, do aumento das áreas irrigadas.
Para já, disse, a FAO pretende reforçar a sua cooperação com Cabo Verde, cujo volume vinha decaindo desde 1997.
Este é o objectivo da visita que uma equipa multidisciplinar da FAO está a efectuar a Cavo Verde e que termina no início da próxima semana.
A missão reuniu-se já com a ministra cabo-verdiana do Ambiente, Agricultura e Pesca, Madalena Neves, e com responsáveis dos serviços do referido ministério em Santiago, Fogo e São Vicente.
Uma das principais recomendações saídas das discussões entre a missão FAO e as autoridades cabo-verdianas consiste na definição por Cabo Verde de uma estratégia global de desenvolvimento agrícola que contemple todos os sectores, isto é, a agricultura, a pecuária e florestas.
O chefe da equipa multidisciplinar da FAO, Attaher Maiga, baseado no centro regional da FAO para a África, em Acra, Ghana, "essa necessidade foi evocada em todos os encontros que mantivemos em Cabo Verde".
Segundo este técnico, "graças a esse plano director, o governo poderá dispor de um instrumento com qual poderá planificar as acções futuras no sector e discutir com os parceiros de desenvolvimento e mostrar o que pretende fazer a médio e longo prazos".
Entre as outras recomendações feitas pela missão da FAO, constam a questão da água, o desenvolvimento do tecido associativo no sector da pesca artesanal bem como o reforço de alguns serviços do Ministério da Agricultura.
"A missão procurou ver em que medida é possível desenvolver projectos no âmbito do programa da FAO em Cabo Verde.
Preparamos um conjunto de recomendações que serão seguidas para se poder desenvolver acções concretas nas áreas identificadas", indicou Maiga.
A missão multidisciplinar da FAO integrou oito técnicos nas áreas de segurança alimentar, acompanhamento dos projectos, pesca, recursos hídricos, assistência aos programas e políticas, transformação e conservação de produtos, florestas e micro- créditos.
Durante a sua estada no arquipélago os técnicos da FAO deslocaram-se às ilhas de Santiago, Fogo e São Vicente, onde mantiveram encontros de trabalho com os responsáveis locais dos diferentes serviços do ministério da Agricultura.
A missão da FAO em Cabo Verde teve como objectivo o reforço da cooperação entre as duas partes, conforme foi reafirmado por ocasião da visita a Cabo Verde, em meados de 2002, do Director Geral daquela organização, o senegalês Jacques Diouf.

16 Fevereiro 2003 18:59:00


xhtml CSS