FAO adverte de invasão de gafanhotos peregrinos em África e no Iémen

Roma, Itália (PANA) – As recentes chuvas torrenciais e ciclones favorecem um recrudescimento acridiano suscetível de destruir colheitas, nomeaamente na África do Noroeste, no Corno de África e no Iémen, adverte a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).

Num comunicado publicado  quarta-feia última, a FAO afirma que um controlo estreito é necessário nos próximos seis meses para  impedir os insetos de formarem enxames destruidores.

Segundo o responsável da FAO para a  Previsão Acridiana, Keih Cressman, eventos meteorológicos extremos,  nomeadamente chuvas torrenciais, podem desencadear um aumento em massa das  populações acridianas.

Alertou que a chuva oferece aos gafanhotos fêmeas um solo húmido para porem ovos que precisam desta humidade para se desenvolverem.

A chuva favorece também o crescimento da vegetação que serve de alimentos e de abrigo  aos gafanhotos, acrescentou.

-0- PANA AD/IN/JSG/FK/DD  12nov2015

12 Novembro 2015 15:07:55


xhtml CSS