FAD preconiza agricultura como meio de combater pobreza

Réduit, Maurícias (PANA)   - O Presidente do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA), Kanayo Nwanze, considerou quarta-feira em Réduit, nas ilhas Maurícias, que investir nos pequenos produtores em África é a solução mais sustentável para transformar a economia rural.

Falando diante de fazendeiros e agrónomos na Mauritius Cane Industry Agency (MCIA), ele indicou que o FIDA privilegia sobretudo as mulheres e os homens pobres que vivem em zonas recónditas e marginalizadas.

"Ajudámo-los a aumentarem a sua produção agrícola, as suas culturas, os seus produtos de pesca e a pecuária para que tenham recursos duradouros. A agricultura oferece uma enorme promessa à África e tem o poder de lutar contra a pobreza e manter a população. Temos conhecimentos, temos meios, temos instrumentos, se tivermos mesmo a vontade, conseguiremos fazer muita coisa", acrescentou Nwanze.

Ele indicou ter vindo ver como o FIDA pode elevar a sua parceria com as ilhas Maurícias a um outro nível e como ele pode envolver-se no plano estratégico do país em matéria de segurança alimentar.

"Vimos muitas transformações nas Maurícias onde o FIDA investiu cerca de 23 milhões de dólares em 30 anos. É um pequeno montante. Estudamos como podemos ajudar a nível da cooperação e da integração regionais", sublinhou.

No termo duma visita de três dias, Nwanze e a sua delegação devem deixar a ilha esta noite com destino às ilhas Seichelas.

-0- PANA NA/SEG/NFB/AAS/CJB/DD    06mar2013

06 Março 2013 17:20:54


xhtml CSS