Exército senegalês em operações de limpeza na fronteira com a

Guiné Bissau Kolda- Senegal (PANA) -- O exército e a guarda nacional senegaleses levam a cabo desde meados da última semana uma operação combinada de limpeza nas zonas fronteiriças com a Guiné Bissau.
Um oficial superior do exército senegalês em missão de serviço em Kolda (sudeste do Senegal)revelou terça-feira a PANA que esta região está confrontada com distúrbios dos bandos armados supostamente pertencentes ao Movimento das forças democráticas de Casamance (MFDC, rebelião), que luta há 20 anos pela independência desta província meridional do Senegal.
Estas operações de limpeza, inscritas, segundo o exército, no quadro da missão de tranquilização das populações das aldeias fronteiriças com a Guiné Bissau, deverão se estender, a partir da próxima semana, à zona fronteiriça com a Gâmbia.
De fonte militar fala-se que númerosos indivíduos suspeitos já foram interpelados e interrogados pela guarda nacional sobre o seu envolvimento presumível nos distúrbios cometidos nestes últimos meses nestas aldeias.
Os guardas procedem também a revistas de certas habitações suspeitas de albergar malfeitores ou de servir de paiol de armas.
As operações deverão,em princípio,terminar no fim da próxima semana.
Resultam de uma série de ataques perpetrados nestes últimos meses pelos grupelhos armados que saqueam as aldeias fronteiriças com a Guiné Bissau,no Sul, e com a Gâmbia, no Norte, segundo ainda a mesma fonte.
Várias lojinhas e casas pertecentes aos camponeses e criadores de gado foram saqueadas e os seus bens levados durante este período.
Nos principais eixos rodoviários que ligam as regiões de Kolda e Zinguichor, os veículos de transporte em comum são assaltados e os seus passageiros despojados dos seus bens.

26 Novembro 2002 18:25:00


xhtml CSS