Exército ivoirense decide "passar à acção"

Abidjan- Côte d'Ivoire (PANA) -- O estado maior das Forças armadas nacionais da Côte d'ivoire (FANCI) decidiu quarta-feira em Abidjan "passar à acção", rompendo deste modo com o cessar-fogo em vigor no país desde 17 de Outubro último.
Segundo um comunicado lido na televisão pelo tenente-coronel Yao Yao Jules, porta-voz das FANCI, esta decisão justifica-se pelo ataque perpetrado no mesmo dia, pelos rebeldes, contra a aldeia de Sangbé, cerca de 50 km a nordeste de Man ( a 578 km no nordeste de Abidjan).
"Não obstante a boa fé do governo e a disciplina das forças leais, os rebeldes nunca cessaram as suas incursões e ataques desde a proclamação do cessar-fogo", disse o tenente-coronel Yao Yao Jules.
O porta-voz das FANCI deixou claro que o ataque contra as posições das forças leais foi cometido por uma coluna de 20 veículos idos de Seguela, cidade sob controlo dos rebeldes, a 516 km a norte da capital económica ivoirense.

27 Novembro 2002 18:53:00


xhtml CSS