Ex-combatentes ivoirienses iniciam acantonamento

Abidjan- Côte d'Ivoire (PANA) -- O acantonamento de cerca de 42 mil antigos rebeldes das Forçs Novas e de cinco mil 500 militares ivoirienses deverá arrancar no próximo sábado.
A decisão foi tomada durante um encontro, segunda-feira em Yamoussoukro, entre os chefes dos Estados-Maiores do Exército ivoiriense, general Philippe Mangou, e das Forças Novas, general Soumaila Bakayoko.
Falando no final deste encontro, o general Mangou disse que, "considerando a urgência", o acantonamento dos antigos combatentes será feito em locais específicos.
Desde 13 de Dezembro, os dois Estados-Maiores negociavam em Abidjan o cronograma do processo de desarmamento, desmobilização e reinserção dos antigos combatentes dos dois campos, assim como o desmantelamento e da desmobilização das milícias.
O acantonamento dos antigos combatentes inscreve-se nos acordos complementares ao Acordo de Ouagadougou, assinados a 28 de Novembro em Korhogo (norte da Côte d'Ivoire), pelo Presidente Laurent Gbagbo e pelo primeiro-ministro, Guillaume Soro, secretário-geral das Forças Novas.

21 Dezembro 2007 10:15:00




xhtml CSS