Ex-chefe de Estado pede calma na Mauritânia

Nouakchott- Mauritânia (PANA) -- O ex-chefe de Estado mauritano, Mohamed Khouna Ould Haidallah (1980-1984), apelou terça-feira "para a calma e o respeito das instituições republicanas para evitar a deriva".
Numa declaração divulgada em Nouakchott, Ould Haidallah, um oficial do Exército aposentado, insta os seus compatriotas "a pautarem pela via da mudança" preconizada pelo movimento de 3 de Agosto de 2005, data do derrube militar do ex-Presidente Maaouya Ould Sid'Ahmed Taya.
Ele pediu igualmente o afastamento da gestão do poder de "todos os elementos de comportamento irresponsável que provocaram uma pobreza generalizada no país".
Cerca de 40 deputados apresentaram, segunda-feira, uma moção de censura contra o Governo do primeiro-ministro Yahya Ould Ahmed Al Wakef formado há dois meses, no seio do qual eles denunciam a presença de vários "símbolos de má gestão do país".

01 Julho 2008 17:19:00




xhtml CSS