Ex-capitão da equipa nacional de futebol da Nigéria ambiciona presidência da FIFA

Lagos, Nigéria (PANA) - Um ex-capitão da equipa nacional de futebol da Nigéria, Segun Odegbami, declarou a sua intenção de disputar a presidência da Federação Internacional de Futebol (FIFA), soube a PANA de fonte desportiva em Lagos.

"A ambição da minha vida sempre foi a de utilizar o futebol para fazer a diferença no meu espaço local e no mundo", declarou Odegbami, de 63 anos de idade, num comunicado divulgado nessa cidade capital económica da Nigéria.

Odegbami é o terceiro Africano a anunciar a sua intenção de dirigir a mais alta instância do futebol mundial, depois dum outro Nigeriano, o ex-governador estadual, Orji Uzor Kalu, e dum Liberiano, Musa Bility.

Um outro Africano, Tokyo Sexwale, da África do Sul, pretende igualmente apresentar-se, depois da retirada do presidente cessante, o Suíço Sepp Blatter, devido a um escândalo de corrupção que eclodiu em maio último e no qual numerosos responsáveis da FIFA estariam implicados.

Odegbami declarou que o escândalo na FIFA é a pior crise para esta organização em 111 anos de existência.

"Para avançar, a FIFA deve entrar numa nova época de liderança que possa restabelecer a dignidade neste nobre desporto... Creio-me capaz de desempenhar este papel", considerou.

Odegbami dirigiu a equipa nacional de futebol da Nigéria, então chamada de Green Eagles, que venceu o Campeonato Africano das Nações de 1990.

Ocupou vários cargos na Federação Nigeriana de Futebol (NFF) mas não conseguiu fazer-se eleger à frente desta instituição apesar de várias tentativas.

O presidente da União das Federações de Futebol Europeias (UEFA), Michel Platini, e Chung Mong-joon, ex-presidente da Federação Coreana de Futebol, disputam igualmente este cargo.

A eleição do presidente da FIFA vai realizar-se a 26 de fevereiro de 2016.

-0- PANA SEG/FJG/JSG/MAR/DD 02set2015

02 Setembro 2015 12:36:51




xhtml CSS