Ex-Presidente cabo-verdiano lança programa nutricional no Níger

Praia, Cabo Verde (PANA) - O antigo Presidente cabo-verdiano, António Mascarenhas Monteiro, emissário na África Ocidental duma iniciativa mundial contra fome, participa deste domingo até sexta-feira em Niamey no lançamento do programa REACH (Renewed Efforts Against Chil Hunger) no Níger, soube a PANA junto dos Escritórios das Nações Unidas na Praia.

A REACH, que significa literalmente Esforços Renovados contra a Fome Infantil, é uma parceria mundial da qual fazem parte a ONU, o UNICEF, o PAM e a FAO e que visa responder, particularmente, às necessidades de nutrição das crianças e das mulheres através de programas de reforço das capacidades institucionais das estruturas nacionais, nomeadamente em termos de planificação de políticas.

Durante a sua estadia no Níger, o antigo Presidente da República de Cabo Verde (1991-2001) terá a oportunidade de conhecer as atividades de prevenção e de tratamento da malnutrição naquele país oeste-africano.

Esta deslocação permitirá ainda a Mascarenhas Monteiro desenvolver e reforçar as atividades de advocacia que vem desenvolvendo junto das autoridades nacionais dos diferentes países e dos parceiros de desenvolvimento, cujo apoio é "relevante" para a melhoria da situação nutricional das populações.

Esta será também uma ocasião para que este emissário das Nações Unidas possa, com base na sua experiência e nos resultados de diferentes missões realizadas na região, assessorar e discutir com o Governo do Níger as modalidades de integração da questão da nutrição nas políticas públicas e nas estratégias de desenvolvimento.

Uma nota dos Escritórios das Nações Unidas considera que mesmo sendo a segurança alimentar e nutricional e a luta contra a fome um dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM), “este continua a ser um dos grandes desafios para a humanidade e particularmente no contexto de crise financeira que assola vários países em várias regiões do Globo”.

Segundo o comunicado, a malnutrição constitui uma das principais causas de morbilidade e de mortalidade infantil na África Ocidental, além de afetar o crescimento e o desenvolvimento das crianças, incluindo o mental e emocional, bem como dos adultos.

No âmbito da sua atividade, o emissário participou, em finais de 2011, em Nova Iorque, no Encontro de Alto Nível das Nações Unidas sobre a Nutrição e já visitou o Burkina Faso, além de participar em vários encontros de trabalho a nível da sub-região.

Para este início de 2012, estão igualmente previstas deslocações para outros países da África Ocidental onde Mascarenhas Monteiros irá contactar as autoridades, conhecer a realidade e conjuntamente com os técnicos desses países, avaliar, "in loco", a situação e fazer recomendações que permitam a tomada de medidas adequadas para fazer face à situação da malnutrição na sub-região.

Nesta causa, o antigo chefe de Estado cabo-verdiano pretende trabalhar e dedicar todo o seu empenho e influência para mobilizar e sensibilizar os chefes de Estado e de Governos, os Ministérios das Finanças, os Parlamentares e outras autoridades dos diferentes países da sub-região e da África Central, para que a questão da malnutrição seja uma das prioridades das respetivas agendas de desenvolvimento.

Mascarenhas Monteiro pretende igualmente incluir este tema na agenda dos fóruns internacionais como a União Africana, o Conselho Económico para a África (CEA), o Comité Permanente Inter-Estatal de Luta contra a Seca no Sahel (CILSS), a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), doadores e a comunicação social.

-0- PANA CS/TON 26fev2012

26 فبراير 2012 12:55:19




xhtml CSS