Europa prepara missão militar no Mali

Bruxelas, Bélgica (PANA)   - O Conselho de Ministros europeus dos Negócios Estrangeiros, reunido segunda-feira em Luxemburgo, autorizou a planificação duma missão militar para ajudar o Exército maliano a reconquistar o norte do seu país ocupado por grupos islamitas há alguns meses.

Falando à imprensa no termo da reunião ministerial, Catherine Ashton, alta representante da União Europeia (UE) para a Política Externa e Segurança Comum (PESC), disse que a UE vai preparar "um conceito de gestão de crise para ajudar a formar e a restruturar as forças de defesa do Mali".

Ela exprimiu a esperança de que "o Mali possa logo conhecer a restauração de um Estado de Direito e de um Governo democrático e soberano em todo o território".

No documento relativo às conclusões do conselho ministerial transmitido à imprensa em Bruxelas, os ministros manifestam a sua determinação de apoiar os esforços envidados pelo Mali para resolver a crise em concertação com os seus parceiros regionais e internacionais.

Eles sublinharam, igualmente, a possibilidade de sanções visadas adotadas com a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), a União Africana (UA) e a ONU, contra os grupos armados e todos os que contrariam o regresso à ordem constitucional no Mali.

-0- PANA AK/AAS/IBA/CJB/IZ 16out2012

16 Outubro 2012 16:30:06




xhtml CSS