Estados Unidos pretendem relançar processo de paz em Darfur

Cartum- Sudão (PANA) --  O sub-secretário de Estado norte- americano Robert Zoellick declarou em Carturm ter enviado dois emissários para tentar convencer o líder do principal grupo rebelde de Darfur (oeste do Sudão) a participar nas próximas negociações da paz sob a mediação da União Africana (UA) na capital nigeriana, Abuja.
Uma cisão no seio do Movimento para a Libertação do Sudão (SLM) que com o Movimento da Justiça e Igualdade (MJE) combatem o governo sudanês poderá perigar as negociações de paz em Abuja.
"Os dois diplomatas norte-americanos vão encontrar-se com o líder da facção do MLS, Minni (Arko) Minawi, para o tentar convencer a participar na próxima ronda de negociações de paz e fazer-lhe compreender que não há uma solução militar para o conflito", declarou.
   Zoellick falava durante uma conferência de imprensa organizada conjuntamente com o primeiro Vice-Presidente sudanês, Silva Kiir Mayardit, que ocupa igualmente o posto de Presidente do Sul do Sudão.
  Zoellick declarou igualmente que as divergências entre os rebeldes contribuíram para a degradação da segurança na província ocidental sudanesa de Darfur onde duas guerras civis fizeram 180 mil mortos e dois milhões de deslocados.
O responsável norte-americano encontra-se no Sudão para tentar redinamizar o acordo de paz inter-sudanês e reforçar a instauração da estabilidade em Darfur e no Sudão Oriental.
As negociações de paz sobre a província de Darfur sob a mediação da organização panafricana deverão retomar a 20 de Novembro próximo em Abuja.

14 Novembro 2005 16:25:00




xhtml CSS