Estados Unidos perspetivam retirar Sudão de lista de países apoiantes do terrorismo

Nova Iorque, Estados Unidos (PANA) – Os Estados Unidos iniciaram o processo para retirar o Sudão da lista dos Estados apoiantes do terrorismo, a primeira etapa do qual consiste no reexame esta designação, declarou o Departamento de Estado num comunicado.

Esta decisão é o resultado da organização com sucesso do referendo no Sudão Sul pelo Governo sudanês, de acordo com o comunicado.

O Departamento de Estado precisa, no entanto, que esta retirada « se realizará se o Sudão cumprir com todos os critérios explicados claramente pela lei norte-americana, nomeadamente não apoiar o terrorismo internacional durante os seis meses precedentes,  dar a garantia de não sustentar tais atos no futuro, e aplicar a totalidade do Acordo de Paz Global de 2005, incluindo chegar a uma solução política  sobre a província de Abyei e as disposições pós-referendo ».

Os Estados Unidos instaram os líderes do Norte e do Sul a continuar a trabalhar juntos para a aplicação total do acordo de paz e exortaram-nos a trabalhar de forma oportuna para um acordo sobre as disposições  pós-referendo que determinarão o seu futuro e culminarão em relações mutuamente benéficas.

Por outro lado, os Estados Unidoas felicitaram o Governo do Sudão pelo anúncio dos resultados do referendo no Sudão Sul, que demonstraram que o Sul votou em massa pela separação.

O resultado foi igual e oficialmente reconhecido pelo Governo do Sudão.

« Felicitamos os líderes do Norte e do Sul por ter facilitado a realização dum voto pacífico e ordenado e, agora que o povo do Sudão Sul fez esta declaração  convincente, saudamos o Governo do Sudão por ter aceite o resultado », prossegue o comunicado.

« Esperamos trabalhar com os líderes do Sul que iniciam um trabalho imenso para preparar a independência em julho e garantir a criação de dois Estados viáveis que vivem lado a lado e na paz", sublinha a nota.

« O Governo do Sudão Sul deve lançar um processo de governação inclusiva e tomar medidas para melhorar a boa governação e a prestação dos serviços, mas igualmente adotar disposições de segurança e económicas a longo prazo com o Norte », conclui o comunicado.

-0- PANA PR/SEG/NFB/JSG/FK/TON 08fev2011


08 février 2011 13:52:50




xhtml CSS