Estados Sahelo-Sarianos decidem combater contra terrorismo

Dakar- Senegal (PANA) -- Os ministros da Segurança da Comunidade dos Estados Sahelo-Sarianos (CEN-SAD) recomendaram, em Dakar, o reforço do intercâmbio entre os serviços especializados na luta contra o terrorismo, a ratificação e a implementação da Convenção Internacional para a Repressão de Atentados Terroristas com Explosivos.
Enquanto se espera pela implementação destes instrumentos jurídicos, os ministros decidiram reforçar a capacidades no domínio da luta contra o terrorismo e todas as formas de criminalidade, tendo solicitado os apoios de peritos da Tunísia, de Marrocos, da Líbia, do Egipto, da Nigéria, e do Sudão para atingir este objectivo.
Para consolidar a cooperação policial entre os países membros da CEN-SAD, a sétima reunião dos ministros da Segurança da organização sugeriu a criação dum quadro de intercâmbio à imagem da Conferência dos Chefes da Policia da África Ocidental (CCPAO), sublinhando que este quadro funcionará com a coordenação da Interpol.
Durante os seus trabalhos, os ministros analisaram igualmente três projectos de convenção relativos à luta contra o tráfico ilícito de estupefacientes e substâncias psicotrópicas, à readmissão dos emigrantes ilegais e à livre circulação de pessoas no espaço da CEN-SAD.
Os participantes no encontro de Dakar desejam que este textos sejam adoptados durante a oitava sessão ordinária da cimeira de chefes de Estado da CEN-SAD no primeiro semestre de 2006.
"Não creio que existam obstáculos a nível dos Estados para adoptar estes textos, apesar disto ser um assunto de soberania", disse à PANA o secretário-geral da CEN-SAD Mohammed Al-Madani Al- Azhari.
A CEN-SAD, cujo tratado foi assinado a 4 de Fevereiro de 1998 no final duma cimeira de chefes de Estado realizada na Líbia, pretende ser um instrumento de promoção da paz, da cooperação, do reforço da segurança e do desenvolvimento da integração económica.
Integram a CEN-SAD o Benin, o Burkina Faso, a Côte d'Ivoire, o Djibuti, o Egipto, a Eritreia, a Gâmbia, o Gana, a Guiné-Bissau, a Guiné Conakry, a Libéria, a Líbia, o Mali, Marrocos, o Níger, a Nigéria, a República Centro-Africana, o Senegal, a Somália, o Tchad, o Togo e a Tunísia.

01 Outubro 2005 11:23:00




xhtml CSS