Espanha deveria albergar Mundial de 2014, segundo Kadafi

Tripoli- Líbia (PANA) -- O líder líbio, Muamar Kadafi, afirmou segunda-feira que a Espanha deveria albergar a fase final do próximo Mundial de futebol visto que ela venceu o Mundial de 2010 encerrado domingo à noite na África do Sul.
"O próximo Mundial deveria decorrer na Espanha e esta prática deveria perpetuar-se.
Se não, o que signigicam estas competições para o Mundial e o que significam os esforços envidados pelos jogadores se o país vencedor não albergar a edição seguinte?", declarou à Agência Líbia de Notícias (JANA).
Num discurso pronunciado a 13 de Junho último por ocasião do 40º aniversário da evacuação das forças norte-americanas da Líbia, Kadafi criticou violentamente a Federação Internacional de Futebol (FIFA), qualificando-a "de organização internacional corrupta e de não ser digna de respeito".
Kadafi interrogou-se igualmente como pode que os pequenos países estimados em 200 sejam privados, até ao presente, da organização do Mundial que é organizado exclusivamente pelos países ricos.
Ele sublinhou o direito dos Estados pequenos e pobres a albergar o Mundial à semelhança dos outros países, afirmando que a colonização está na origem do estado de pobreza destas nações através da pilhagem dos seus recursos.
Insistiu na necessidade de julgar a FIFA que ele qualificou de "máfia internacional e instituição corrupta", de reembolsar os biliões obtidos por esta instituição e sua devolução aos seus proprietários, de pôr termo aos "acampamentos de escravatura e da política do tráfico de escravos que a FIFA retomou através da compra de jogadores e do seu tráfico".
O líder Kadafi sublinhou igualmente a necessidade de permitir aos países que vencem o Mundial albergar a fase final da edição seguinte mesmo se forem pobres e que a FIFA deve ajudá- los a suportar os custos da organização.
A Espanha venceu o Mundial de futebol, pela primeira vez da sua história, ao bater na final os Países Baixos por 1-0 após prolongamento.

13 Julho 2010 12:03:00




xhtml CSS