Escultor reuniano Beng-Thi seleccionado para reunião de Bamako

Saint Denis- Ilhas Reunião (PANA) -- O célebre artista escultor reuniano, Jack Beng-Thi, foi seleccionado para participar nos V encontros da fotografia africana de Bamako (Mali), de 20 Outubro a 20 de Novembro próximo, apurou a PANA em Saint Denis.
Beng-Thi devia, em princípio, deixar Saint Denis nesta sexta- feira com destino a Bamako.
Numa entrevista concedida esta semana à PANA, o célebre escultor, conhecido pelo seu combate identitário e pelas suas esculturas, representando os primeiros reunianos escravos, congratulou-se com esta nominação.
Explicou que com o desaparecimento da Bienal de Joanesburgo, na África do Sul, os encontros de Bamako "são o único meio para os reunianos da diáspora africana no Oceano Índico mostrarem a sua parte africana nas relações com o continente mãe".
O artista reuniano vai apresentar, na capital maliana, uma antestreia das suas realizações fotográficas acerca do corpo humano em contacto com o seu ambiente.
"Vou mostrar a Reunião na sua totalidade geográfica e cultural e precisamente a sua relação com África utilizando o meu corpo na geografia", explicou.
De origem indo-vietnamita, Jack Beng-Thi nasceu na Ilha da Reunião em 1951.
Após estudos na escola de Belas Artes de Toulouse e na Universidade de Paris VIII, percorreu diferentes países de Europa e da América Latina de 1970 a 1978.
Os encontros da Fotografia africana de Bamako tornaram-se, no decorrer dos anos, numa verdadeira plataforma de acesso às manifestações internacionais para a fotografia em África.
Financiada principalmente pela Associação francesa de acção artística (AFAA), esta manifestação incontornável e única no continente africano constitui doravante a vitrina da criação fotográfica contemporânea em África.

11 Outubro 2003 08:35:00


xhtml CSS