Eritreia vive séria falta de água, segundo ONU

Nova-Iorque- ONU (PANA) -- As Nações Unidas declararam a gravidade do problema da água na Eritréia devido à seca que já deslocou populações em busca de novas fontes de água e novas pastagens para os seus animais.
Segundo o Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários (BCAH), a seca levou as pessoas a emigrar para o norte e sul do Mar Vermelho no Gash Barta.
A Missão das Nações Unidas na Etiópia e Eritréia (UNMEE) está a trabalhar em colaboração com duas organizações não governamentais para construir uma estrada que vai até Ashiti onde se prevê construir um reservatório para abastecer duas mil pessoas.
A ONG alemã GTZ começou também estudos de viabilidade para reparar o sistema de distribuição de água em Agordat, Barentu, Hakikota e Tessenei.
O BCAH confirmou todavia que os camponeses já começaram a laborar a sua terra na esperança de ver cair as primeiras chuvas em Junho ou Julho.

11 Junho 2004 14:45:00


xhtml CSS